Mensagens - NÃO DESISTA DO BEM...

Não desista do bem



Por vezes nos sentimos impotentes diante das próprias limitações.
Gostaríamos de fazer tanta coisa, de mudar as situações que nos infelicitam e fazem sofrer aqueles que nos rodeiam, mas não logramos sequer dar o primeiro passo.
Os problemas do mundo são tantos que temos a impressão de que não há nada que possamos fazer, considerando a nossa pequenez.

Talvez você também já tenha pensado em desistir do bem e deixar que as coisas sigam ao sabor dos ventos...
Talvez você desejasse ser tanta coisa e muito pouco consiga ser... Mas mesmo assim, nunca desista do bem.
Há dias em que você desejaria ser um grande e produtivo pomar...
Ante a dificuldade de consegui-lo, torne-se uma árvore frondosa e acolhedora, que produza flores e frutos.

Por vezes, você gostaria de ser uma fonte cristalina.
Não o logrando, transforme-se num vaso de água fresca e aplaque a sede de alguém.
Você desejaria ser uma montanha altaneira a apresentar horizontes infinitos ao homem que a conquistasse.

Diante da impossibilidade, seja um degrau humilde para a ascensão de quem ambiciona a glória estelar.
Você pretenderia ter um sol emboscado no coração, a fim de clarear os viajantes da noite.
Em face do impedimento, acenda uma lâmpada de esperança no caminho de um desalentado.
Você almejaria ser um jardim de bênçãos para o enriquecimento da paisagem dos homens.
Não o conseguindo, converta-se numa flor, abençoando com seu perfume, a estrada dos desesperados.
Você ambicionava as gemas preciosas do seio generoso da terra, a fim de diminuir a dor e a miséria dos caminhantes da aflição.

Não as possuindo, distenda a palavra de renovação como pérola de inigualável valor, soerguendo quem se recusa a levantar para prosseguir na luta.
Você pensava em escrever poemas de engrandecimento à vida, enriquecendo as mentes e os corações com painéis de luz e sabedoria.
Na impossibilidade de fazê-lo por lhe faltarem os requisitos essenciais, redija uma carta singela com expressões de amor, a quem se encontra na curva da queda e perdeu a confiança na afeição dos outros.
Você esperava a melhoria das criaturas e do mundo...

Decepcionado por não poder alcançar essa difícil meta, erija no altar dos sentimentos um santuário à fraternidade e ao dever superior.
Não desista do bem, não desfaleça no bem, não duvide da vitória do bem.
Agasalhe-o no imo da alma e seja uma expressão do bem em triunfo, mesmo convertido num grão de mostarda que, todavia, produzirá estímulos vigorosos para o bem de todos.

Seja qual for a situação, jamais desista de fazer o bem.
Jamais duvide da força do bem, porque o mal não tem vida própria, ele só se insinua quando o bem não está presente.
O mal, assim como a sombra, bate em retirada aos primeiros raios de luz.
Leia Mais

Reflexão - Casamento


Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: "Por quê?"

Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.

Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.

Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.
Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.

Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possível. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para preparar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio" ,disse Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia
muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.
Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo".

Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe".

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

Se você não dividir isso com alguém, nada vai te acontecer.

Mas se escolher enviar para alguém, talvez salve um casamento.
Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam tão perto do sucesso e preferiram desistir..

UM CASAMENTO CENTRADO EM CRISTO É UM CASAMENTO QUE DURA UMA VIDA TODA.
Ler Mais

Evangelização Pessoal - A MINHA GRAMA É MAIS VERDE! (???????)




A MINHA GRAMA É MAIS VERDE! (???????)
Você já ouviu sobre o mito da grama mais verde? É aquela velha máxima de que a grama do vizinho é mais verde que a minha. Parece que nossa sociedade tem incentivado essa idéia com todas as suas forças, porque é, primordialmente, uma sociedade de consumo. Logo, tudo precisa ser descartável para manter-se o ciclo do novo que está sendo produzido, mesmo no campo emocional-relacional.

Pensando em seu casamento, por exemplo (mesmo que já tenha acabado).

Hoje, enquanto os casais estão sendo estimulados a lançarem seus olhares ao redor, procurarem um objeto de desejo e compará-lo à realidade existente em casa, os relacionamentos estão decaindo vertiginosamente!

HOMENS: Olhamos para outras mulheres buscando saber o quanto pudemos ter errado ao escolhermos nossa parceira.
MULHERES: Olham para outros homens buscando saber o quanto puderam ter errado ao escolherem o seu parceiro.

Será que você escolheu certo? Será que o seu cônjuge está "à altura" de sua inteligência, beleza, desenvoltura, capacidade de perdoar, humildade, etc.?

Claro que sempre encontraremos alguém mais bonito ou atraente que nossa esposa (nosso esposo)!

Sempre encontraremos alguém, com o qual não convivemos no dia-a-dia, que parecerá mais adequado, mais atencioso, mais parecido conosco, mais "pedra preciosa" do que realmente é! Mas é verdade, também, que um grande número de casais se "aventura" no relacionamento conjugal sem aperceber-se que estão saindo para uma jornada a dois, uma viagem que só terá sucesso se for realizada a dois, um relacionamento que será construído dia após dia a dois, enquanto os defeitos forem florescendo juntamente com as virtudes. Será essa a hora de reafirmarem seu amor e seu compromisso mútuo. Será preciso separarem o joio do trigo. Estes parecem-se tanto enquanto estão se desenvolvendo, mas distinguem-se com extrema clareza quando chega a hora da colheita. O joio não pode produzir algo bom, produzir fruto aproveitado, não pode acrescentar algo à vida humana. Entenda, se você ficar expandindo sua "plantação de joio" sufocará seu relacionamento! Por outro lado, se semear mais e mais trigo poderá edificar sua casa de uma maneira sábia, estimulando, aperfeiçoando e protegendo o amor que alimentará vocês nos dias mais difíceis e, também, nos dias mais aprazíveis da jornada a dois!

Pare de levar prá casa só amargura, irritação, problemas do trabalho, da faculdade... Pare de receber o outro reclamando e fazendo um buraco novo em cada trecho do caminho de sua viagem a dois.

Busque renovar seu relacionamento com expressões claras e práticas de amor, leve e compartilhe alegria com seu cônjuge, procure ouvir o que o coração dele (ou dela) está falando, retome e amplie o ambiente de sedução pura dentro do casamento.

Mas o que é mais importante: essas atitudes tornam-se muito mais fáceis quando Deus está presente em seu cotidiano, quando você o convida a fazer parte de seu relacionamento. Depois de fazê-lo, prepare-se! Virão emoções arrebatadoras pela frente, basta você querer e fazer a sua parte! Sua grama voltará a ser, até, mais verde que a do vizinho!

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes de vida...".

Pense, pondere cada passo que você der e que seus caminhos sejam retos." Bíblia, livro de Provérbios, capítulo 4 versos 23 e 26 - "Para ser sábio, é preciso primeiro temer ao Deus Eterno. Os tolos desprezam a sabedoria e não querem aprender." Bíblia, livro de Provérbios, capítulo 1 verso 7.

Bem, chegou a hora de você afirmar: "Quero convidar Deus para dirigir meu relacionamento e minha vida. Sei que minha grama é mais verde, meu jardim tem mais flores, meu amor é mais fiel e mais intenso do que nunca!" É bom falar isso para a pessoa certa! Vá firme, você verá como sua jornada com Deus e seu cônjuge se tornará uma beleza!
Ler Mais

Reflexão - Entregue Seus Fardos Para Ele

Entregue Seus Fardos Para Ele

"Lança o teu fardo sobre o Senhor, e ele te susterá; nunca
permitirá que o justo seja abalado" (Salmos 55:22).


Hudson Taylor, missionário pioneiro para a China, estava
profundamente angustiado pelas responsabilidades que o
deixavam abatido. Enquanto ele orava por força divina para
continuar seu ministério, veio à sua mente o verso 22 do
Salmo 55: "Lança o teu fardo sobre o Senhor, e ele te
susterá" Colocando-se de pé, ele lamentou: "Este medo tem me
iludido por muito tempo! Eu compreendo tudo agora. Quando
nós obedecemos ao Senhor e passamos por dificuldades, o peso
da responsabilidade fica com Ele e não conosco!" Então ele
orou: "Senhor, eu coloco diante de ti todas as minhas lutas
e dificuldades e peço que me ajude com meus fardos. Eu estou
contando com a Sua força! Eu seguirei adiante e deixarei os
resultados contigo." Com o coração iluminado, Hudson Taylor
continuou a estabelecer um grande trabalho na China.


De que nos lamentamos tanto? Por que estamos sempre nos
queixando de tudo e de todos? O que nos impede de alcançar a
felicidade e de realizar cada um de nossos sonhos?


Estamos olhando para as lutas? Estamos preocupados com os
problemas do caminho? Estamos valorizando as dificuldades?
Mas, por que tudo isso se a nossa força vem do Senhor e se
Ele está pronto a levar sobre si todos os nossos fardos?


Quando nos esquecemos das promessas do Senhor ou deixamos de
confiar em Sua atuação, começamos a ter receio de tudo e não
somos capazes de dar um passo sequer à frente. Perdemos a
alegria, perdemos a fé, perdemos a esperança e deixamos de
viver a felicidade abundante que Deus determinou que
experimentássemos aqui neste mundo.


Você ainda continua vivendo medrosamente, sem a coragem e a
ousadia características dos filhos de Deus? Continua temendo
possíveis lutas ou fracassos? Descanse na presença de
Cristo. Entrega a Ele todos os seus receios e verá que seus
dias serão muito mais agradáveis e abençoados.

Ler Mais

Mensagem - Como criança

 
Como criança(Paulo Roberto Gaefke )
Vai!
E como criança, não pense.
Apenas pinte o seu dia com as cores da alegria,
transforma a meia furada em uma bola e brinca.
Brinque com a dor que insiste em te visitar,
(quem sabe ela desiste e vai amolar outro).
Brinque com os problemas e resolva-os,
(sério mesmo é o seu fígado, tenha dó dele).
brinque com a dureza e crie um novo estilo,
(estilo despojado de ser feliz)
brinque com a incerteza e faça dela uma decisão,
(ser ou não ser, eis a questão)
decida-se pelo que é simples,
o simples é fundamental.
Como criança, solte a sua pipa,
deixe seus sonhos voarem até as estrelas.
Caminhe confiante, pule amarelinha,
onde cada casinha é um problema superado,
pise com força nesse chão, determine!
E como na brincadeira de roda,
se você sentir solidão, chame um amigo,
e na caminhada descubra um irmão.
Amarre uma corda no seu caminhãozinho,
são os seus sonhos que você deve puxar,
não passe para ninguém essa tarefa,
como menino que não empresta o brinquedo,
como o dono da bola, você tem que jogar!
Não desista, por favor, agora não,
é hora de sorrir, de contemplar o dia,
que se enfeitou todo para a criança que habita em você,
se derramar em um riso frouxo,
despreocupado, livre,
certo de que Deus é um Pai amoroso,
e nós as "suas crianças em crescimento",
no jardim que é a vida.
Vai,
pinta o seu dia com as cores da alegria,
e com uma simples reta, trace seu futuro,
acreditando em você, livre, motivado, em paz,
e pronto para conquistar.
O dia nasceu feliz, e é todo seu!
Ler Mais

Evangelização Pessoal - DEUS ME AMA



DEUS ME AMA!

Rm 5:6-11

Há versículos maravilhosos na Bíblia que marcantes para nós. Com certeza nesse texto encontramos um. O V.8 diz que Deus prova o Seu amor por nós. Deus sempre prova o que diz. Nós somos criaturas emocionais, que precisamos dos sentidos para nos relacionar com o mundo físico. Se eu não sentir o cheiro do feijão, não creio que há feijão na panela. Se eu não sinto o amor de Deus, eu questiono se Deus realmente me ama. Se as coisas não estão tão bem, se há enfermidades, dinheiro escasso, problemas, nós perguntamos: será que Deus me ama? Queremos nos relacionar com Deus através dos nossos sentimentos. É claro que precisamos sentir a presença de Deus., mas somos humanos, não podemos confiar em nossos sentimentos carnais. Não podemos nos relacionar com Deus pelo que sentimos. Somos mutáveis. Ora sentimos, ora não sentimos. Temos que nos relacionar com Deus pela nossa fé! Deus nos ama apesar das circunstancias, apesar dos nossos pecados. Deus sim é imutável. Aconteça o que acontecer, Ele continua nos amando. Sentindo alegria, Deus nos ama. Na tristeza também Deus nos ama. Na doença, na saúde, no prazer, na insatisfação, Deus nos ama. Deus nunca deixa de nos amar. O amor de Deus por nós deve ser visto muito além das nossas dificuldades. Rm 8 diz: "Quem nos separará do amor de Deus?". Em seguida tem uma série de circunstancias desfavoráveis a nós, mas afirma que nada pode nos separar do amor de Deus que está em Cristo.

Nosso texto diz que Deus prova seu amor ao dar Seu próprio filho para morrer por nós. Jesus não morreu somente por "gente boa". Jesus morreu por pecadores (assassinos, ladrões, estupradores, seqüestradores...). Quando dizemos que Jesus morreu pelos pecadores, temos que ter uma visão muito além do que imaginamos. No V 9 encontramos o MAIS. Diz que Deus nos amou quando éramos pecadores, MUITO MAIS agora que fomos conciliados com Ele. Ele nos amava antes e nos ama MUITO MAIS agora. Deus não apenas nos amou quando mandou Seu filho. Deus nos ama!

Jr 29:11 fala que Deus tem bons pensamentos a nosso respeito. Por nos amar, Deus pensa coisas boas sobre nós. Quando as coisas não estiverem boas pra nós, seja qual for o motivo, temos que lembrar e dizer pra nós mesmos que Deus pensa coisas boas a nosso respeito. Ele nos trata como íntimos dele. Ele nos chama pelo nome, diz a Palavra. O nosso nome foi e ainda é mencionado no céu com alegria. Deus tem tanto cuidado conosco que aquele que toca em nós está tocando na "menina dos seus olhos".

Os pais são super protetores de seus filhos, se importam com eles e querem o melhor para eles. Mas não há na terra um pai ou mãe que se importe mais com seus filhos do que Deus com os Seus. Deus não clonou os seres humanos porque Deus não quer filhos em série. Deus criou cada um individualmente e quer ter um relacionamento pessoal com cada um. Você é único e especial e saiba que, você sentindo ou não, tenha isso pela fé, DEUS AMA MUITO VOCE!
Ler Mais

Mensagem - A Carteira


Eu retornava pra casa, em um dia muito frio quando tropecei em uma carteira.
Procurei por algum meio de identificar o dono. Mas a carteira só continha três dólares e uma carta amassada, que parecia ter ficado ali por muitos anos.

No envelope, muito sujo, a única coisa legível era o endereço do remetente.
Comecei a ler a carta tentando achar alguma dica. Então eu vi o cabeçalho. A carta tinha sido escrita quase sessenta anos atrás.

Tinha sido escrita com uma bonita letra feminina em azul claro sobre um papel de carta com uma flor ao canto esquerdo. A carta dizia que sua mãe a havia proibido de se encontrar com Michael mas ela escrevia a carta para dizer que sempre o amaria.
Assinado Hannah.

Era uma carta bonita, mas não havia nenhum modo, com exceção do nome Michael, de identificar o dono.

Entrei em contato com a Cia. telefônica, expliquei o problema ao operador e lhe pedi o número do telefone no endereço que havia no envelope.

O operador disse que havia um telefone mas não poderia me dar o número. Por sua própria sugestão, entrou em contato com o número, explicou a situação e fez uma conexão daquele telefone comigo.

Eu perguntei à senhora do outro lado, se ela conhecia alguém chamada Hannah.
Ela ofegou e respondeu:
- "Oh! Nós compramos esta casa de uma família que tinha uma filha chamada Hannah. Mas isto foi há 30 anos!"
- "E você saberia onde aquela família pode ser localizada agora?" Eu perguntei.
- "Do que me lembro, aquela Hannah teve que colocar sua mãe em um asilo alguns anos atrás", disse  a mulher. "Talvez se você entrar em contato eles possam informar".

Ela me deu o nome do asilo e eu liguei. Eles me contaram que a velha senhora tinha falecido alguns anos atrás mas eles tinham um número de telefone onde
acreditavam que a filha poderia estar vivendo.

Eu lhes agradeci e telefonei. A mulher que respondeu explicou que aquela Hannah estava morando agora em um asilo.

A coisa toda começa a parecer estúpida, pensei comigo mesmo. Pra que estava fazendo aquele movimento todo só para achar o dono de uma carteira que tinha
apenas três dólares e uma carta com quase 60 anos?

Apesar disto, liguei para o asilo no qual era suposto que Hannah estava vivendo e o homem que atendeu me falou, - " Sim, a Hannah está morando conosco."

Embora já passasse das 10 da noite, eu perguntei se poderia ir para a ver.
- "Bem", ele disse hesitante, "se você quiser se arriscar, ela poderá estar na sala assistindo a televisão".

Eu agradeci e corri para o asilo. A enfermeira noturna e um guarda me cumprimentaram à porta. Fomos até o terceiro andar. Na sala, a enfermeira me
apresentou a Hannah.  Era uma doçura, cabelo prateado com um sorriso calmo e um brilho no olhar.

Lhe falei sobre a carteira e mostrei a carta. Assim que viu o papel de carta com aquela pequena flor à esquerda, ela respirou fundo e disse,
- "Esta carta foi o último contato que tive com Michael".

Ela pausou um momento em pensamento e então disse suavemente,
- "Eu o amei muito. Mas na ocasião eu tinha só 16 anos e minha mãe achava que eu era muito jovem. Oh, ele era tão bonito. Ele se parecia com Sean Connery, o ator".
- "Sim," ela continuou. "Michael Goldstein era uma pessoa maravilhosa. Se você o achar, lhe fale que eu penso freqüentemente nele. E", ela hesitou por um momento, e quase mordendo o lábio, "lhe  fale que eu ainda o amo. Você sabe", ela disse sorrindo com lágrimas que começaram a rolar em seus olhos,
"eu nunca me casei. Eu jamais encontrei alguém que correspondesse ao Michael..."

Eu agradeci a Hannah e disse adeus. Quando passava pela porta da saída, o guarda perguntou,
- "A velha senhora pode lhe ajudar?"
- "Pelo menos agora eu tenho um sobrenome. Mas eu acho que vou deixar isto para depois. Eu passei quase o dia inteiro tentando achar o dono desta carteira".

Quando o guarda viu a carteira, ele disse, - "Ei, espere um minuto! Isto é a carteira do Sr. Goldstein. Eu a reconheceria em qualquer lugar. Ele está sempre perdendo a carteira. Eu devo tê-la achado pelos corredores ao menos três vezes".

- "Quem é Sr. Goldstein?" Eu perguntei com minha mão começando a tremer.
- "Ele é um dos idosos do 8º andar. Isso é a carteira de Mike Goldstein sem dúvida. Ele deve ter perdido em um de seus passeios".

Agradeci o guarda e corri ao escritório da enfermeira. Lhe falei sobre o que o guarda tinha dito. Nós voltamos para o elevador e subimos.
No oitavo andar, a enfermeira disse,
- "Acho que ele ainda está acordado. Ele gosta de ler à noite. Ele é um homem bem velho."

Fomos até o único quarto que ainda tinha luz e havia um homem lendo um livro. A enfermeira foi até ele e perguntou se ele tinha perdido a carteira.
Sr. Goldstein olhou com surpresa, pondo a mão no bolso de trás e disse,
- "Oh, está perdida!"
- "Este amável cavalheiro achou uma carteira e nós queremos saber se é sua?"

Entreguei a carteira ao Sr. Goldstein, ele sorriu com alívio e disse,
- "Sim, é minha! Devo ter derrubado hoje a tarde. Eu quero lhe dar uma recompensa".
- "Não, obrigado", eu disse. "Mas eu tenho que lhe contar algo. Eu li a carta na esperança de descobrir o dono da carteira".

O sorriso em seu rosto desapareceu de repente.
- "Você leu a carta?"
"Não só li, como eu acho que sei onde a Hannah está".

Ele ficou pálido de repente.
- "Hannah? Você sabe onde ela está? Como ela está? É ainda tão bonita quanto era? Por favor, por favor me fale", ele implorou.
- "Ela está bem... E bonita da mesma maneira como quando você a conheceu".
Eu disse suavemente.

O homem sorriu e perguntou,
- "Você pode me falar onde ela está? Quero chamá-la amanhã ". Ele agarrou minha mão e disse, "Eu estava tão apaixonado por aquela menina que quando
aquela carta chegou, minha vida literalmente terminou. Eu nunca me casei. Eu sempre a amei."
- "Sr. Goldstein", eu disse, "Venha comigo".

Fomos de elevador até o terceiro andar. Atravessamos o corredor até a sala onde Hannah estava assistindo televisão. A enfermeira caminhou até ela,
- "Hannah, " ela disse suavemente, enquanto apontava para Michael que estava esperando comigo na entrada. "Você conhece este homem?"

Ela ajeitou os óculos, olhou um momento, mas não disse uma palavra. Michael disse suavemente, quase em um sussurro,
- "Hannah, é o Michael. Lembra-se de mim?"
- "Michael! Eu não acredito nisto! Michael! É você! Meu Michael!"

Ele caminhou lentamente até ela e se abraçaram. A enfermeira e eu partimos com lágrimas rolando em nossas faces.

- "Veja", eu disse. "Veja como o bom Deus trabalha!  Se tem que ser, será!".

Aproximadamente três semanas depois eu recebi uma chamada do asilo em meu escritório.
-"Você pode vir no domingo para assistir a um casamento? O Michael e Hannah vão se casar"!

Foi um casamento bonito, com todas as pessoas do asilo devidamente vestidos para a celebração. Hannah usou um vestido bege claro e bonito. Michael usou um terno azul escuro.

O hospital lhes deu o próprio quarto e se você sempre quis ver uma noiva com 76 anos e um noivo com 79 anos agindo como dois adolescentes, você tinha que
ver este par.

Um final perfeito para um caso de amor que tinha durado quase 60 anos.
Ler Mais

Mensagens - Profissão de fé

Profissão De Fé 

João das Flores

            
Creio na eternidade do bem
          Na superioridade do justo
          Na claridade do grande espírito
          Que é a razão de mim

          Creio que a vida não vê diferença
          Entre o elefante e a relva,
          A ovelha e o pastor;
          E que o estrume, humildemente
          Vem com a nobreza da flor!

          Apesar do desafeto e indiferença,
          Da desesperança dos nossos dias
          A luz, sempre vai se sobrepor às trevas

          E a mais bela estrela virá
          Bordada de esperança
          Para os tempos do coração

          Colorida de musica e chuva
          Árvores e crianças
          Pássaros e poesias!


          " Muita alegria neste Natal "
Ler Mais

Mensagem - Olhe a vida através da vidraça

Um sábio chamou o seu discípulo, levou-o até a janela, pediu-lhe que

olhasse pela vidraça e perguntou-lhe o que estava vendo.

Ele respondeu:

- Vejo as pessoas transitando pela calçada.

- Muito bem - disse o sábio.

- Agora coloque um espelho na janela e olhe através dele.

O que você está vendo?

- Vejo a mim mesmo - respondeu o discípulo.


E o sábio explicou-lhe:

- Tanto na janela quanto no espelho o que existe é vidro.

Mas o vidro do espelho está coberto de amálgama de prata.

Desde que haja um pouco de prata ou de ouro diante de nossos olhos,

deixamos de ver nossos semelhantes e passamos a ver apenas a nós mesmos.

É melhor olhar o mundo através da vidraça e não do espelho.

(Maria Salette /Wilma Ruggeri)
Ler Mais

Evangelização Pessoal - Sinais na neblina

Sinais na neblina

             Leia 1 Coríntios 2.6-16 *
Andamos por fé e não pelo que vemos.  2 Coríntios 5.7
Às vezes, jogo golfe com amigos pela manhã, em meio a uma espessa neblina. Nós jogamos mesmo nessas condições, porque apreciamos o jogo e, normalmente, o nevoeiro é temporário. Mas, apesar de acharmos que conhecemos bem o percurso do golfe, no meio da neblina ele pode se tornar confuso e intimidante. Nossa confiança desvanece. Então, ouvimos os jogadores à nossa frente, que gritam em meio ao nevoeiro, informando que o caminho está desimpedido. Encorajados pela direção da voz, fazemos nossas jogadas com mais confiança. Depois, quando somos nós a desaparecer na neblina, gritamos para os que vêm atrás, para orientá-los na direção certa. Essa ajuda prossegue até que o nevoeiro se esvaia e consigamos enxergar claramente o caminho à frente.
Isso se parece muito com nossa jornada cristã! Quando ficamos confusos ou quando deparamos com palavras das Escrituras que não compreendemos, precisamos que nossos amigos cristãos nos assegurem: "Este é o caminho". Nós não desistimos porque amamos a Deus e sabemos que a neblina que turva nosso caminho é apenas temporária. Em breve, o nevoeiro se desvanecerá e, mais uma vez, veremos o caminho à nossa frente.

 

 : Deus amoroso, que sempre confiemos que nossos companheiros de jornada nos ajudarão a encontrar o caminho. Em nome de Jesus. Amém.
Ler Mais

Mensagens - Chamo-me Amor...

Chamo-me amor
Emmanuel


QUANDO, nas horas de íntimo desgosto,
o desalento te invadir a alma
e as lágrimas te aflorarem aos olhos 
Busca-Me: eu sou Aquele que sabe sufocar-te o pranto
e estancar-te as lágrimas;

QUANDO te julgares incompreendido pelos que te circundam
e vires que em torno a indiferença recrudesce,
acerca-te de Mim: eu sou a LUZ,
sob cujos raios se aclaram a pureza de tuas intenções
e a nobreza de teus sentimentos;
QUANDO se te extinguir o ânimo, as vicissitudes da vida,
e te achares na eminência de desfalecer,
chama-Me: eu sou a FORÇA, capaz de remover-te as pedras dos caminhos
e sobrepor-te às adversidades do mundo;
QUANDO, inclementes, te açoitarem os vendavais da sorte
e já não souberes onde reclinar a cabeça,
corre para junto de Mim: eu sou o REFÚGIO,
em cujo seio encontrarás guarida para o teu corpo
e tranqüilidade para o teu espírito;
QUANDO te faltar a calma, nos momentos de maior aflição,
e te julgares incapaz de conservar a serenidade de espírito,
invoca-Me:eu sou a PACIÊNCIA, que te faz vencer os transes mais dolorosos
e triunfar nas situações mais difíceis;
QUANDO te abateres nos paroxismos da dor
e tiveres a alma ulcerada pelos abrolhos dos caminhos,
grita por Mim: eu sou o BÁLSAMO, que te cicatriza as chagas
e te minora os padecimentos;

QUANDO o mundo te iludir com suas promessas falazes
e perceberes que já ninguém pode inspirar-te confiança,
vem a Mim: eu sou a SINCERIDADE,
que sabe corresponder à fraqueza de tuas atitudes e à exelsitude de teus ideais;
QUANDO a tristeza e a melancolia te povoarem o coração
e tudo te causar aborrecimento,
clama por Mim: eu sou a ALEGRIA,que te insufla um alento novo
e te faz conhecer os encantos de teu mundo interior;
 QUANDO, um a um, te fenecerem os ideais mais belos
e te sentires no auge do desespero,
apela para Mim:eu sou a ESPERANÇA,
que te robustece a fé e acalenta os sonhos;

QUANDO a impiedade se recusar a relevar-te as faltas
e experimentares a dureza do coração humano,
procura-Me: eu sou o PERDÃO,
que te eleva o ânimo e promove a reabilitação de teu espírito;

QUANDO duvidares de tudo, até de tuas próprias convicções,
e o ceticismo te avassalar a alma,
recorre a Mim: eu sou a CRENÇA,
que te inunda de luz o entendimento e te reabilita para a conquista da felicidade;
QUANDO já não aprovares a sublimidade de uma afeição sincera
e te desiludires do sentimento de seu semelhante,
aproxima-te de Mim: eu sou a RENÚNCIA,
que te ensina a olvidar a ingratidão dos homens
e a esquecer a incompreensão do mundo;
  QUANDO, enfim, quiseres saber quem Sou,
pergunta ao riacho que murmura e ao pássaro que canta,
à flor que desabrocha e à estrela que cintila,
ao moço que espera e ao velho que recorda.
Eu sou a dinâmica da Vida e a  harmonia da Natureza;
chamo-me
AMOR
Ler Mais

Evangelização Pessoal - VASOS QUEBRADOS

Era uma vez um depósito de vasos quebrados.
Ninguém se importava com eles.
Eles mesmos não se importavam por estar quebrados, ao contrário, quanto mais quebrados ficavam, mais eram respeitados pelos outros.
Um dia, por engano, um vaso inteiro foi parar no meio dos vasos quebrados, mas, por ser diferente dos demais, de imediato ele foi rejeitado e hostilizado.
Justo ele, que tinha uma necessidade miserável de ser aceito.
Tentou se aproximar dos vasos menos danificados, aqueles que tinham apenas a boca rachada, mas, não deu certo.
Depois, procurou se aproximar dos vasos que tinham apenas um pequeno furo na barriga, mas, também foi repelido.
Tentou uma terceira vez, com os vasos que estavam trincados na base, mas, não adiantou.
Resolveu, então, arranjar umas brigas, esperando conseguir um ferimento, um risco, uma trinca ou, quem sabe, com um pouco de sorte, até um quebrado bacana, mas, naquele lugar, ninguém tinha força bastante para quebrar os outros.
Se algum vaso quisesse se quebrar, tinha que fazer isso sozinho.
E foi isso mesmo que ele fez.
E conseguiu o que queria, ser aceito no clube dos vasos quebrados.
Ficou feliz, realizado, mas, não por muito tempo, pois, logo começou a se incomodar com uma outra necessidade, a de ser respeitado pelos demais vasos quebrados.
Para isso, teve que ir-se quebrando.
E se quebrou em tantos pedaços que voltou ao pó.
E deixou de ser vaso!


Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes.
I Coríntios 15.33
Ler Mais

Mensagem - Fé sem Vista!

Fé sem Vista!
"....e partiu sem saber aonde ia."
Hebreus 11.8
Isto é sem vista. Quando podemos ver, não agimos por fé, mas por raciocínio. Atravessando o Atlântico, certa vez, pude observar exatamente este princípio de fé. Não víamos trilho sobre o ar, nem sinal de praia. E contudo a cada dia estávamos marcando o nosso caminho no mapa, com tal exatidão como se estivéssemos deslizando um longo traço de giz sobre o mar.
E quando nos encontrávamos a uns vinte quilômetros da costa, sabíamos onde estávamos com tanta certeza, como se a tivéssemos avistado desde o ponto de partida que ficava a três mil quilômetros dali.
Como havíamos calculado e marcado o nosso curso?
Todos os dias, o capitão tomava seus instrumentos e, olhando para o céu orientava a rota pelo sol.
Estava navegando de acordo com luzes celestes, e não terrestres.
Assim, a fé olha para cima e navega pelo grande sol de Deus, não por uma praia que no horizonte, nem por um farol, nem por um trilho que marque o caminho.
Muitas vezes a rota parece nos levar a uma completa incerteza ou até mesmo a trevas e desastre; mas ele vai à frente, e muitas vezes faz dessas horas escuras as próprias portas do dia.
Avancemos hoje, sem saber, mas confiando.
Muitos de nós queremos ver o fim do caminho antes de nos lançarmos na nova empresa.
Se o pudéssemos ver, e víssemos, como iríamos desenvolver as nossas graças cristãs?
A , a esperança e amor não são colhidos de árvores, como as maçãs.
Temos que dar o primeiro passo; e o primeiro passo é a chave que libera a corrente do poder de  Deus.
E não é verdade somente que Deus ajuda a quem se ajuda, mas também que Ele ajuda aqueles que não podem ajudar-se.
Podemos depender d'Ele o tempo todo.
"Esperar em Deus leva-nos ao fim da nossa jornada muito mais depressa do que os nossos pés."
A oportunidade muitas vezes é perdida pelo muito calcular.
(Lettie Cowman)
Ler Mais

Encorajamento diário - 03 de outubro

Ser destemido não importando o que aconteça, eis a base da verdadeira felicidade. Avançar resolutamente independentemente do que vem pela frente, esse é o espírito, a convicção que leva à vitória humana. Mas se permitirmos sermos perturbados por difamações e calúnias, se temermos  pressão e perseguição, nunca avançaremos ou criaremos algo de valor duradouro.
Ler Mais

Reflexão - Entregue Seus Fardos Para Ele

 
Entregue Seus Fardos Para Ele
"Lança o teu fardo sobre o Senhor, e ele te susterá; nunca
permitirá que o justo seja abalado" (Salmos 55:22).


Hudson Taylor, missionário pioneiro para a China, estava
profundamente angustiado pelas responsabilidades que o
deixavam abatido. Enquanto ele orava por força divina para
continuar seu ministério, veio à sua mente o verso 22 do
Salmo 55: "Lança o teu fardo sobre o Senhor, e ele te
susterá" Colocando-se de pé, ele lamentou: "Este medo tem me
iludido por muito tempo! Eu compreendo tudo agora. Quando
nós obedecemos ao Senhor e passamos por dificuldades, o peso
da responsabilidade fica com Ele e não conosco!" Então ele
orou: "Senhor, eu coloco diante de ti todas as minhas lutas
e dificuldades e peço que me ajude com meus fardos. Eu estou
contando com a Sua força! Eu seguirei adiante e deixarei os
resultados contigo." Com o coração iluminado, Hudson Taylor
continuou a estabelecer um grande trabalho na China.


De que nos lamentamos tanto? Por que estamos sempre nos
queixando de tudo e de todos? O que nos impede de alcançar a
felicidade e de realizar cada um de nossos sonhos?


Estamos olhando para as lutas? Estamos preocupados com os
problemas do caminho? Estamos valorizando as dificuldades?
Mas, por que tudo isso se a nossa força vem do Senhor e se
Ele está pronto a levar sobre si todos os nossos fardos?


Quando nos esquecemos das promessas do Senhor ou deixamos de
confiar em Sua atuação, começamos a ter receio de tudo e não
somos capazes de dar um passo sequer à frente. Perdemos a
alegria, perdemos a fé, perdemos a esperança e deixamos de
viver a felicidade abundante que Deus determinou que
experimentássemos aqui neste mundo.


Você ainda continua vivendo medrosamente, sem a coragem e a
ousadia características dos filhos de Deus? Continua temendo
possíveis lutas ou fracassos? Descanse na presença de
Cristo. Entrega a Ele todos os seus receios e verá que seus
dias serão muito mais agradáveis e abençoados.
Ler Mais

Evangelização Pessoal - Obrigada SENHOR!

Obrigada, SENHOR, por mais um dia vivido!
Obrigada pelas alegrias que me levantaram
e pelas dores que me fortaleceram.
Obrigada pelos sucessos que me fizeram sentir-me grande
e pelos fracassos que me deram a oportunidade de perseverar.
Obrigada pelos cuidados que me confortaram
e pelas mágoas que me exercitaram para perdoar.
Obrigada pelas horas de bem estar que me mantiveram ativa
e por outras que me revelaram o valor da saúde.
Obrigada pelos auxílios que me foram prestados
e pelos abandonos que fizeram crescer meu apoio em mim mesma.
Obrigada pelas compreensões que encontrei
e pelas incompreensões que algumas vezes refletiram
a minha própria imagem.
Obrigada pelos ganhos que fizeram de mim um ser mais confiante
e pelas perdas que me demonstraram ser possível continuar.
Obrigada pelos momentos altos que me exibiram Tuas bênçãos
e pelos momentos baixos que me abriram para Tua proteção.
Obrigada, SENHOR, por jamais teres me esquecido.
Obrigada, SENHOR, por mais um dia vivido!
Do livro, Preces sem Pressa
Ler Mais
 
MEU EMAIL | by TNB ©2010