Evangelização Pessoal - ÁGUIAS NÃO CAÇAM MOSCAS

 

ÁGUIAS NÃO CAÇAM MOSCAS

Há um provérbio latino que diz que "uma águia não caça moscas". Este ditado serve para nos alertar que há pessoas que ficam tão preocupadas com um parafuso, que esquecem do carro.

Ser águia é ter o fóco em voar alto, é ter uma visão mais profunda das coisas, principalmente do ser humano. Ter visão no futuro é ter a postura de se sacrificar em prol de um ideal,  ter senso de propósito.

Nós podemos escolher entre ser abelhas ou ser moscas. A mosca voa por sobre um campo em flores para buscar algo malcheiroso para pousar. A abelha atravessa todo um lodaçal fétido para ir pousar no lírio que nasceu e floresceu no meio do pântano.

Portanto, relembrando o ditado que deu origem a este texto, seja uma águia,está em um outro nível de altura e as moscas voam baixo. As águias estão sempre nas alturas.

Há pessoas que passam a imagem que são águias, mas acabam demonstrando que são moscas, pois se prendem a futilidades e intrigas, e outros assuntos rasteiros. Estas pessoas poderiam admirar a beleza do lírio, mas preferem se ela não se preocupa com as moscas, pois afundar no lodaçal do pântano!

A bíblia diz que Deus nos colocou assentados nas regiões celestiais em Cristo e nos faz andar altaneiramente. 

Jesus nunca desperdiçou seu tempo com futilidades. Jesus tinha uma missão e um propósito. Ele sempre focava seu alvo. O alvo de Jesus era amar as pessoas, a despeito de como essas pessoas fossem. Precisamos nos espelhar em Jesus e nos imcomodarmos mais com o lado mais elevado da vida, que é o amor, em vez de perdermos tempo com as moscas que voam à nossa volta.

Comece bem sua semana levantando vôo, se esquivando das moscas.
Deus te abençôe!
Leia Mais

Reflexão - Filho


Ela deu um pulo assim que viu o cirurgião a sair da sala de operações.

Perguntou:

-Como é que está o meu filho? Ele vai ficar bom?
- Quando é que eu posso vê-lo?'

O cirurgião respondeu:

- Tenho pena. Fizémos tudo mas o seu filho não resistiu.

Sally perguntou:

- Porque razão é que as crianças pequenas tem câncer? Será que Deus não se preocupa? 
- Aonde estavas Tu, Deus, quando o meu filho necessitava?...'

O cirurgião perguntou:

-Quer algum tempo com o seu filho? Uma das enfermeiras irá trazê-lo dentro de alguns minutos e depois será transportado para a Universidade.

Sally pediu à enfermeira para ficar com ela enquanto se despedia do seu filho. Passou os dedos pelo cabelo ruivo do seu filho.

- Quer um cachinho dele?' Perguntou a enfermeira.
Sally abanou a cabeça afirmativamente. 

A enfermeira cortou o cabelo e colocou-o num saco de plástico, entregando-o a Sally.

- Foi ideia do Jimmy doar o seu corpo à Universidade porque assim talvez pudesse ajudar outra pessoa, disse Sally. No início eu disse que não, mas o Jimmy respondeu:
- Mãe, eu não vou necessitar do meu corpo depois de morrer. Talvez possa ajudar outro menino a ficar mais um dia com a sua mãe.

Ela continuou:

- O meu Jimmy tinha um coração de ouro. Estava sempre a pensar nos outros. Sempre disposto a ajudar, se pudesse.

Depois de aí ter passado a maior parte dos últimos seis meses, Sally saiu do "Hospital Children's Mercy" pela última vez.
Colocou o saco com as coisas do seu filho no banco do carro ao lado dela.
A viagem para casa foi muito difícil. 
Foi ainda mais difícil entrar na casa vazia.

Levou o saco com as coisas do Jimmy, incluindo o cabelo, para o quarto do seu filho. 
Começou a colocar os carros e as outras coisas no quarto exatamente nos locais onde ele sempre os teve. 
Deitou-se na cama dele, agarrou a almofada e chorou até que adormeceu.

Era quase meia-noite quando acordou e ao lado dela estava uma carta.

A carta dizia:

-Querida Mãe,
Sei que vais ter muitas saudades minhas; mas não penses que me vou esquecer de ti, ou que vou deixar de te amar só porque não estou por perto para dizer:"AMO-TE". 
Eu vou sempre amar-te cada vez mais, Mãe, por cada dia que passe.
Um dia vamos estar juntos de novo. Mas até chegar esse dia, se quiseres adotar um menino para não ficares tão sozinha, por mim está bem. 
Ele pode ficar com o meu quarto e as minhas coisas para brincar. Mas se preferires uma menina, ela talvez não vá gostar das mesmas coisas que nós, rapazes, gostamos. 
Vais ter que comprar bonecas e outras coisas que as meninas gostam, tu sabes.
Não fiques triste a pensar em mim. Este lugar é mesmo fantástico! 
Os avós vieram me receber assim que eu cheguei para me mostrar tudo, mas vai demorar muito tempo para eu poder ver tudo.
Os Anjos são mesmo lindos! Adoro vê-los a voar! 
E sabes uma coisa?...
O Jesus não parece nada como se vê nas fotos, embora quando o vi o tenha conhecido logo. 
Ele levou-me a visitar Deus!
E sabes uma coisa?...
Sentei-me no colo d'Ele e falei com Ele, como se eu fosse uma pessoa importante. Foi quando lhe disse que queria escrever-te esta carta, para te dizer adeus e tudo mais.
Mas eu já sabia que não era permitido.
Mas sabes uma coisa Mãe?... 
Deus entregou-me papel e a sua caneta pessoal para eu poder escrever-te esta carta. 
Acho que Gabriel é o anjo que te vai entregar a carta.
Deus disse para eu responder a uma das perguntas que tu Lhe fizeste,
"Aonde estava Ele quando eu mais precisava?"... 
Deus disse que estava no mesmo lugar, tal e qual, quando o filho dele, 
Jesus, foi crucificado. Ele estava presente, tal e qual como está com todos os filhos dele.
Mãe, só tu é que consegues ver o que eu escrevi, mais ninguém. 
As outras pessoas veem este papel em branco. 
É mesmo maravilhoso não é!?...
Eu tenho que dar a caneta de volta a Deus para ele poder continuar a escrever no seu Livro da Vida.
Esta noite vou jantar na mesma mesa com Jesus. 
Tenho a certeza que a comida vai ser boa.



Estava quase a esquecer-me: já não tenho dores, o câncer já se foi embora.



Ainda bem, porque já não podia mais e Deus também não podia ver-me assim.



Foi quando ele enviou o Anjo da Misericórdia para me vir buscar. 
O anjo disse que eu era uma encomenda especial! O que dizes a isto?...
Ler Mais

Mensagem - Sonhos e Premonições

 

Sonhar com algo que ainda vai ocorrer; prever fatos; ver espíritos; passar por um local no qual nunca esteve e ter a sensação de que já o conhece. Diversas pessoas relatam ter vivido alguma dessas experiências. Por isso, muitas perguntam: O que são sonhos? Qual a visão budista sobre premonições?

Esse tema, de fato, é bastante complexo. Apesar de a Psicologia e a Ciência desenvolverem estudos sobre essas questões, muitas pessoas buscam compreendê-las com base na religião que praticam.

De fato, existem pessoas que têm sensitividade ou percepção aguçada. Algumas visualizam acontecimentos rapidamente; enquanto outras, mesmo que ocorram na frente delas, não os percebem. É como o ato de enxergar" há quem enxergue bem, mais ou menos ou quase nada.

Além disso, não se pode desconsiderar o vínculo afetivo entre as pessoas. Mesmo distantes, esses indivíduos estabelecem contato pelo inconsciente. Isso não tem nada de sobrenatural, é algo comum. É possível uma pessoa prevê algum acontecimento na vida de outra não por ser vidente, mas justamente devido a esse vínculo afetivo. Muitas vezes, isso ocorre no sonho por ser o momento em que a mente descansa e, então, abre espaço para manifestar o que está em seu inconsciente.

Quando uma pessoa se encontra em baixos estados de vida, ou dominada pela escuridão fundamental, não consegue ter um único momento de tranqüilidade; mesmo durante o sono, parece não ter sossego.

Dormir é uma atividade durante a qual fundimos nossa vida com o Universo e nos reabastecemos com uma vasta energia vital. Eis por que é importante estar em harmonia com o ritmo da vida e do Universo.

Nós, muitas vezes, consideramos sonhos e premonições como manifestações incomuns, pois compreendemos os acontecimentos só com base no consciente. Porém, temos o inconsciente, que age totalmente na consciência, mas não percebemos a manifestação dele tão claramente. Quando conseguimos compreender o inconsciente, de fato, percebemos muitas situações que estão além do que enxergamos apenas no momento presente.

Esse é, justamente, o objetivo da prática budista. Ao recitarmos Nam-myoho-rengue-kyo, purificamos os seis órgãos sensoriais: olhos, ouvidos, nariz, língua, pele e mente. Assim, podemos ver, ouvir, sentir todos os fenômenos existenciais com base na sabedoria do estado de Buda. Essa sabedoria não é algo sobrenatural, mas um nível de consciência que nos possibilita compreender essencialmente cada fato da vida.

De nada adianta desenvolver uma percepção aguçada, prever acontecimentos se a pessoa não puder fazer nada para mudar o futuro. Isso, provavelmente, provocará sofrimento ou sentimento de impotência.

Na perspectiva budista, ao falar de premonições, pode-se traçar um paralelo com a lei de causa e efeito. Para qualquer acontecimento, há uma causa que gera um efeito. Se tivermos consciência das causas que realizamos em cada momento, certamente poderemos prevê o futuro, conforme esta famosa frase do Sutra Contemplação da Mente-Solo citada por Nitiren Daishonin em Abertura dos olhos: deseja saber que causas foram feitas no passado, observe os resultados que se manifestam no presente. E se deseja saber que resultados serão manifestados no futuro, observe as causas que estão sendo feitas no presente.

Na Tese sobre o estabelecimento do ensino correto para a paz da nação, Daishonin tentou alertar as autoridades da época para os desastres e as calamidades que a nação sofreria por contrariarem o ensino correto. Exatamente tudo o que o Buda escreveu na Tese veio a ocorrer na época.

Seriam premonições ou a compreensão profunda da lei de causa e efeito? Acredito que seja a segunda opção.

O sobrenatural está completamente fora dos ensinamentos budistas. Aprendemos no budismo o conceito de místico, que significa algo além da compreensão, mas não que seja sobrenatural.

A mente humana é certamente misteriosa; é capaz de criar e projetar qualquer evento. Por isso, é essencial viver com base na prática budista para tornar-se mestre da própria mente, em vez de permitir que ela o domine, conforme escreveu Nitiren Daishonin em Carta a Guijo-boâ. Se agirmos dessa forma, compreenderemos que temos nas mãos o poder para transformar o veneno em remédio, e não nos deixaremos levar por pressentimentos negativos ou pensamentos pessimistas.

Ler Mais

Encorajamento diário abril/2018

De uma perspectiva, a prática budista significa mergulhar em meio as pessoas e se esforçar para fortalecer nossa força vital ao máximo. O propósito das atividades da SGI é que cada um de nós seja capaz de construir uma personalidade forte, invencível, como um diamante que possa superar toda dificuldade e abrir caminho onde quer que vamos. Os obstáculos são oportunidades de ouro de forjar um Eu tão indestrutível como o diamante, capaz de durar para a eternidade.
Ler Mais

Evangelização Pessoal - TENTAÇÃO NO PARAÍSO E/OU DESERTO

 

TENTAÇÃO NO PARAÍSO E/OU NO DESERTO


Mc 1:12,13 diz "E logo o Espírito o impeliu para o deserto, onde permaneceu quarenta dias, sendo tentado por Satanás, estava com as feras, mas os anjos o serviam".

Muitas vezes não compreendemos porque estamos sendo tentados. Dizemos: o que foi que eu fiz para estar passando por isso?

Jesus não mereceu ser tentado. Jesus foi tentado porque era fiel a Deus e porque suas obras mudariam o mundo, libertaria as pessoas do inferno e porque Deus era com ele.

E como Jesus, você está no deserto, no meio das feras.

O texto diz que ele estava com as feras, mas os anjos o serviam. Oh gloria! Meu amado, você pode estar cercado por feras nesse momento, no deserto, mas os anjos de Deus estão aí com você, para te servir.

A bíblia diz que os anjos são espíritos ministradores, enviados para serviço em favor daqueles que hão de herdar a salvação (Hb 1:14). Ou seja: eu e você.

Deus não nos deixa sós quando estamos no deserto e Satanás diante de nós, com tantas feras. Ele envia seus anjos nessa hora para nos servirem. Satanás foi expulso do céu com 1/3 dos anjos. Mas 2/3 dos anjos ficaram. Para cada anjo de Satanás, há 2 anjos contra (um seguro e o outro bate).  E estes se transformam em vento e em labareda de fogo (Hb 1:7).

Em I Jo 2:16 vemos que as tentações do mundo são a concupiscência da carne, concupiscência dos olhos e a soberba da vida. A tentação não chega somente na hora da fome, no momento difícil. Ela chega também quando estamos no paraíso.

Adão vivia no paraíso, não passava fome, não passava necessidade, não era tentado a adulterar, porque lá só havia uma mulher, e era a dele, não tinha problemas
financeiros. Mas Adão foi tentado através de Eva.

A concupiscência da carne no paraíso foi o "fruto" da árvore. Comida. Necessidade da carne. Jesus foi tentado no deserto na hora da fome, onde Satanás mandou que ele transformasse as pedras em pães. Necessidade da carne.

A concupiscência dos olhos no paraíso foi porque a bíblia diz que a árvore era agradável aos olhos. No deserto, Satanás mostrou a Jesus toda gloria do mundo e que lhe daria tudo aquilo se o adorasse.

A soberba da vida no paraíso era que se Adão comesse o fruto, teria "conhecimento do bem e do mal", como Deus. No deserto, Satanás mandou que Jesus se lançasse no abismo, seria segurado pelos anjos, voaria, seria um Super Star. Ganharia fama.

No paraíso Adão tinha de tudo, não precisava ceder a tentação. Mas cedeu e pecou.

No deserto, Jesus tinha todos os motivos para ceder a tentação devido a sua fragilidade física naquele momento. Mas Jesus não cedeu e venceu!

Quem faz a obra de Deus e vive pelo Reino, sempre será tentado, sempre passará pelo deserto, sempre terá que conviver com as feras. Mas como estiveram com Jesus, os anjos estarão com você.

Você  sempre estará sendo vigiado. Daniel quando se negou a adorar o rei, ficou sendo vigiado. A bíblia diz que ele foi visto orando a Deus em seu quarto. Por isso foi lançado na cova dos leões. Ficou cercado por feras. Mas os anjos do Senhor estavam lá para livrá-lo.

Paulo diz em I Co 15:32 que como homem lutou com as feras em Éfeso..

Quando você estiver vivendo de maneira santa, não se conformar com este século e renovar a sua mente, não aceitar viver no mundo se comportando como alguém do mundo, muitos vão te abandonar.  Quando você seguir Jesus de perto. Muitos te abandonarão.

Jesus quando falava ao povo em Jo 6: 60,61, houve ali muita murmuração. As pessoas não suportavam ouvir as palavras de Jesus, a consideravam palavras duras. E muitos o abandonaram, só restando os doze discípulos (Jo 6:66 a 69).

Não importa se você vai ficar só, os anjos estarão com você. Muitos te acharão chato, com vida sem propósito, não suportarão as suas palavras, mas seja fiel ao Senhor, às suas convicções como cristão. Não ceda à tentação do mundo. Você pode estar agora no deserto, em meio às feras, mas os anjos do Senhor acampam-se ao teu redor para te livrar (Sl 34:7).

No paraíso ou no deserto, você sempre será tentado enquanto viver nesse mundo. Mas permaneça fiel ao Senhor e ele te livrará através dos seus anjos e te exaltará.


Ler Mais

Mensagem - Os feijões e o problema

 
 

Os Feijões e o Problema
Reza a lenda que um monge, próximo de se aposentar, precisava encontrar um sucessor.
Entre seus discípulos, dois já haviam dado mostras de que eram os mais aptos,
mas apenas um o poderia.
Para sanar as dúvidas, o mestre lançou um desafio, para por a sabedoria dos dois à prova:
ambos receberiam alguns grãos de feijão, que deveriam colocar dentro dos sapatos,
para então empreender a subida de uma grande montanha.
Dia e hora marcado, começa a prova.
Nos primeiros quilômetros, um dos discípulos começou a mancar.
No meio da subida, parou e tirou os sapatos.
As bolhas em seus pés já sangravam, causando imensa dor.
Ficou para trás, observando seu oponente sumir de vista.
Prova encerrada, todos de volta ao pé da montanha,
para ouvir do monge o óbvio anúncio.
Após o festejo, o derrotado aproxima-se e pergunta como é que ele havia conseguido subir
e descer com os feijões nos sapatos:
- Antes de colocá-los no sapato, eu os cozinhei.
Carregando feijões, ou problemas, há sempre um jeito mais fácil de levar a vida.
PROBLEMAS SÃO INEVITÁVEIS!!!
.
Já a duração do sofrimento,

é você quem determina.
Ler Mais

Mensagem - O que é ser Participante de um Grupo ?


 O que é  ser participante de um Grupo?


  
01) Participar ativamente, atuar, interagir.
 

 02) Estar presente quando o outro precisar.
 
 03) Saber usar as palavras certas no momento certo.
 
 04) Saber respeitar o espaço do outro.
 
 05) Saber escutar e ajudar.
 
 06) Mandar palavras de apoio e de estímulo.
 
 07) Se  tiver que criticar,  que seja com educação.
 
 08) Usar o bom-senso.
 
 09) Saber também aceitar críticas.
 
 10) Nunca usar palavras ofensivas e ásperas.
 
 11) Respeitar a opinião do outro.
 
 12) Discordar sem magoar.
 
 13) Saber ter espírito esportivo.
 
 14) É brincar feito criança.
 
 15) É falar bobagens.
 
 16) Saber entender as mensagens.
 
 17) Ser amigo e companheiro.
 
 18) Lembrar que do outro lado alguém vai nos ler,  refletir,  tirar ensinamentos, seguir nosso conselho, nossa sugestão.
 
 19) Ser participante é perceber quando o outro está só e procurar alegrá-lo e animá-lo.
 
 20) Saber partilhar alegrias e tristezas.
 
 21) Lembrar que, mesmo na solidão, estamos acompanhados.
 
 22) Ser participante é compartilhar sentimentos.
 
 23) É entender que somos uma comunidade de amigos.
 
 24) Saber que esta amizade pode deixar de ser virtual e transformar- se em amizade real.
 
 25) Enfim, participar de uma lista de discussão é plantar uma semente que irá crescer e dar frutos.
 
 26) Participar é deixar rastros a serem seguidos.
Ler Mais

Piada de Natal


Ler Mais

Bom dia - Amanheceu


Ler Mais

Piada do WhatsApp


Ler Mais

Piada do dia


Ler Mais

Piada do dia


Ler Mais

Bom dia!


Ler Mais

Bom dia



Ler Mais

Frase do Dia - print


Ler Mais

Natal - Viver por Amor


Ler Mais
 
MEU EMAIL | by TNB ©2010